domingo, 6 de dezembro de 2015

Reanimação




E dói quando respiro
Duvido se ainda existo
Mas sinto você por aqui
Há em mim temor
Pra respirar sinto dor
Minha mente sinto esvair
E em meio a confusão
Você me embala em canção
Ao longe ouço:
"Olhe para mim de novo"

Nenhum comentário:

Postar um comentário