domingo, 15 de novembro de 2015

Entre Mares


As vezes eu paro
As vezes eu penso
Será que ainda pensa em mim?

Quando na noite a lua está alta
E o céu não parece ter fim
Será que lembra que essa mesma lua
Brilha também aqui?

Há um oceano entre nós
Mas não é só de água que o mar é feito
Há o medo de se estar só
Há sangue, há lama, e há nossos defeitos

Que nos afastam de quem amamos
Que destrói o que conquistamos
Não importa se hesitamos
Assim acabamos

Na janela do avião
Ao cruzar o oceano
Segure firme em suas mãos
As sementes de amor
Que por orgulho não semeamos ...


Nenhum comentário:

Postar um comentário