quarta-feira, 27 de novembro de 2013

África

Neste olhos que há esperanças
Neste coração aonde reina o amor
Barriga vazia não significa mente vazia
Não esqueceram como faz
para o  próximo amar
Isto é África
Estes são os filhos da África
E a todos estrangeiros
São muito bem vindos
E humildemente o enxergam
com olhos de bondade
Isto é áfrica
Estes são os filhos da África
A alegria em suas roupas e cultura
A sede não secou o brilho de seus olhos
O sorriso maior dos aqueles que tem a barriga cheia
Suas danças, suas cores, seus amores
Isto é África
Estes são os filhos da África
Minha dor comparada a labuta destes
Não é nada
E isso não os desanimam e nem sua miséria
Os fizeram desistir das pessoas
E nem de amar e confiar mais uma vez.
Nossos pratos estão cheios
Temos águas à desperdiçar
E desistimos tão facilmente dos outros
E nos entregamos tão facilmente a nossa dor.
Isto não é África
Estes não são os filhos da áfrica.
Ao ver esses olhinhos, tomei por decisão
Não vou desistir de acreditar
Nem de confiar
Volto a amar e meus sentimentos expressar
Se me decepcionar
Ou respostas não encontrar
Irei levantar
Isto é África
Assim como fazem os filhos da África


terça-feira, 26 de novembro de 2013

Epitáfio

    Não posso ver as flores aos meus pés. Não posso ver os olhos embebecido em lágrimas me olhando. Não posso ouvir a canção fúnebre, e nem sentir suas mãos na minha. Não posso sentir o perfume floral e nem ao menos posso abraçá-los em conforto. Não consigo levantar meus olhos para ver quem aqui veio, ou se ao menos alguém veio. Não posso consolar minha mãe. Nem posso pedir desculpas ao amigo, dizer que foi tudo um engano, que na verdade não existia aquilo que o fez partir. A noite está avançada e é simplesmente tarde para mim ouvir um "Eu me importo". Não importa o quão alto gritem não posso ouvir. Tanto que havia sonhado com um aperto de mão, uma palavra carinhosa. Tanto que sonhei em receber flores e um simples olhar afetuoso. Tão orgulhosa que fui, não deixei ninguém ver meus olhos quando choravam. Tanto abraço que me foi negado. Tanto ódio a mim concentrado, que ainda não entendo qual foi meu erro. Os anos passarão e isso será como o despertar de um pesadelo.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Confissão às Estrelas



Qual de vocês é Maria?
Qual de vocês é Julio ?
Qual de vocês que foi em Março
E qual que foi em Outubro?
Não adianta eu pular
Nem adianta insistir
Eu não sei voar
Eu só sei cair

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Dia Cinza

 

Esses dias cinzas, que nos põe a reflexão
Que sensibiliza profundamente o coração
Nos remete a lembranças passadas
Outrora ignoradas
Mas neste momento não
Dias frios e nublado
Semelhante ao qual vem encontrado
Existente neste pobre coração...
Hoje seu número seria 36
Só que dessa vez
ninguém contará não
Ah, me lembro de minha amiga amada
Que me deixara abandonada
Nesta ingrata solidão
Amores tive, não soube o que fazer
Deus sabe, o que não faria para ter
Meus amigos, meus irmãos
Amor há de ser mais eterno
Puro, límpido, singelo
A amizade e não a paixão
Muitos priorizam mais esta do que aquela
Sendo que mais bela
É a amizade no coração.
Os casados, acima de tudo são amigos
Quando se comportam como inimigos
Acabou-se a união
Romance não existe sem amizade
para que sentimento possa ser de verdade
A amizade nunca será um sentimento em vão
Não há coisa mais bela que se apaixonar por seu melhor amigo
Aí sim, o romance será indefinido,
E enfeitará o jardim da paixão!
Esses dias cinzas que nos põe a reflexão
Paramos de olhar para fora
Em nós mesmos prestamos mais atenção!