quinta-feira, 27 de junho de 2013

Na Mesma Direção


Olhei para trás e vi
As ruínas da minha vida ali
Tudo feito pó e cinzas
Nada para restaurar
Eu olhei para frente e vi
Densas trevas e névoas profundas
incertezas absurdas
Nada que pudesse planejar...
Eu olhei pro lado e vi
Você parado ali
Não o conhecia de antes
Mas tinha olhos que tem os amantes
Então olhei para trás e vi
Que você olhou curioso para mim
Dizendo que não é no passado
Nem no futuro o que há para ser organizado
Me disse que no hoje está a luta
A conquista será resultado da labuta
E que a partir deste dia estará comigo
Olhando na mesma direção como amante, como amigo.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Se Me Amas...



Se me amas
Não me digas,
Não me beijes
Não profira promessas
Se me amas,
poderei ler em seu olhar
melhor forma não haveria
em expressar
Não precisa me tocar
Para me fazer estremecer
Não precisa de muito para me conquistar
Apenas me ame com olhar
Com sorrisos
cumplicidade
Longas conversas
E gargalhadas por coisas bobas
Se me amas,
Façamos planos, mesmo que não cumpramos
Sonhemos alto, juntos
Mas sonhos que possam ser alcançados
Mesmo um estando longe do outro...
Se me amas, me deixe ir
Se me amas, vá
Não seria amoroso cortar as asas
impedir o crescimento.
Se me amas, me abrace silenciosamente
Mas nunca me diga
Que eu saberei
E a resposta tu também saberás
Se nos amamos, somente nós saberemos
E depois, do necessário termos aprendido
Quem sabe se juntos, não caminharemos ?
Se me amas, mesmo distantes nossos lábios,
Nossas mãos,
Nossas almas estarão unidas
E como será em secreto, ninguém poderá
desfazer esse nó que há em nós dois
Mas apenas se tu me amas...

domingo, 16 de junho de 2013

EMPATIA


Feche os olhos um pouco
E pense na dor alheia
Correndo nas veias
Do seu semelhante
Pare e pense,um instante
Naquele que está internado
Talvez por médicos desenganado
Mas que há tanta vida em sua mente
O que custa fazer o que é bom para com outro
Sem pensar em salário
Sem pensar em fama, reconhecimento
Que um dia acaba no esquecimento
Sendo o fútil dinheiro
Tão passageiro
Pare e abrace a quem ama
Já pensou que poderia ser a última vez
que você o veria?
Diga a quem ama, o quanto o ama
Não tema, se seu amigo
Pensará que é flerte, ou paixão
Sendo contigo
O verdadeiro sentimento do coração
A falta de amor, pode até matar
Mas sua mais sincera doação,
Um belo milagre o fará!

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Coração Doente



Subitamente surgis-te em mim
Como a esperança nos desesperados
Como a fé nos fracassados
A graça, aos desgraçados
Revigoras-te a minha alma
Como a chuva revigora a terra sedenta
Seu olhar acalenta
Cada frieza violenta
Existente em meu coração
Não me aproximo para tudo não estragar
Seu coração magoar
Seu carinho disseminar
No entanto, certamente irias se alegrar
Ao descobrir
O que está a existir
Sim o que estou a sentir,
O que você significa para mim...
Doi-me imaginar
Outra mão, a sua abraçar
Outros lábios, os seus beijar
Outro olhos, os seus em chamas, encarar...
A sua voz chamando a outro alguém
Seu coração a outra, reconhecendo seu bem
Nesses dias de vai e vem
Me tortura te olhar calada
Saber que pro seu coração não sou nada
Me pego sonhando acordada
Sendo por ti amada
Me doi, quando me sinto cuidada
Sim por ti questionada
De coisas pro meu bem...
Velo-te o dia inteiro
Faço em segredo
Desejando-te a paz, o sossego
De um coração em paz
Imagino não ser capaz
De chegar a ti, Rapaz
e declarar-te o que tu faz
Em todo meu ser
Secretamente, tenho desejado
Que fosse real, o que haviam me falado
Que havia chance de estar interessado
Nesta pobre poeta de coração dilacerado
Se assim não pode ser
Peço-te que deixe em mim me esconder
Desabafar em meu escrever
deixe-me na vida solitária percorrer
Sem você...






sexta-feira, 7 de junho de 2013

Declaração



Eu tenho um poeta
Em meu coração
Que me sussurra versos
Cantiga, canção...
Eu tenho poemas
correndo pelas veias
Sementes de rimas
Prontas para a semeia
Eu tenho sonhos
Bem diferente
De todos sonhos
Da minha gente
Eu tenho festa
Na imaginação
Onde nasce as sementes
Da poesia, da cantiga, da canção...
Eu tenho amor
Por quem eu conheço
Os que não conheci direito
Não os desmereço
Eu tenho vontade
Um pouco de energia
Trago comigo verdades
Com um toque de poesia...
Eu tenho tristeza
tão humanamente comum
Costuro-a, bordando-a
Transformando um a um
o choro em verso
A tristeza em poesia
Fazendo de meu triste universo
A coisa mais linda que há na vida...